Oficina gratuita de coaching para mulheres será neste sábado (11)

Cursos e Eventos
273
0
sample-ad

Com o objetivo de ajudar mulheres a terem a segurança necessária para enfrentar a discriminação no ambiente profissional, a Secretaria de Cultura promove neste sábado (11) oficina gratuita de coaching pessoal e profissional.

A ação é aberta ao público feminino, que não precisará se inscrever com antecedência, das 9 horas às 12h30 e das 14h30 às 18 horas, no Museu da República.

De acordo com a coaching Angélia Diano, que ministrará o curso, essa é uma oportunidade de fortalecimento emocional e psicológico diante das desigualdades profissionais no mercado cultural.

“A ideia é quebrar paradigmas de discriminação. Não adianta só ter a técnica, se essas mulheres não tiverem o equilíbrio necessário para lidar com as situações de discriminação do dia a dia.”

Seminário sobre equidade de gênero

A oficina integra a programação do Seminário Equidade de Gênero nas Profissões da Cultura (Semina), organizado pela Subsecretaria de Cidadania e Diversidade Cultural, da Secretaria de Cultura.

Serão debatidas políticas públicas mais efetivas para reverter a desigualdade e proporcionar oportunidades profissionais para mulheres que tenham interesse nas profissões ligadas à cultura.

Há atividades programadas até 18 de março, todas voltadas para profissões técnicas da área cultural, como produção, discotecagem, finalização audiovisual, palhaçaria, rima e assistente de cenografia. As vagas para esses encontros já estão preenchidas.

Esta é a segunda edição do seminário. Em dezembro de 2016, 90 mulheres participaram de três dias de oficinas. Neste ano, o evento está maior, com mais cursos e com 300 inscritas.

As oficinas gratuitas ocorrerão no Museu Nacional da República, na Casa Abrigo, no Teatro Goldoni, na Casa Frida e no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Mulheres no mercado cultural

Segundo a gerente de Comunicação para a Diversidade, da Subsecretaria de Cidadania e Diversidade Cultural, Jocelina Gomes, o projeto visa a inclusão feminina na cultura. “Existe um número menor de mulheres nessa área e por isso a gente fez o seminário para garantir equidade, promover capacitação e qualificação para que elas possam trabalhar e tirar esse estigma de ser uma área masculina.”

A cantora Moara Ribeiro, de 23 anos, participou do seminário no ano passado e conta como o curso de sonorização alavancou sua perspectiva profissional: “Esse processo mudou a minha realidade. Fiquei tão encantada a ponto de me inscrever em outro curso e mudar minha carreira”.

Ela foi a única mulher aprovada no curso técnico de áudio e gravação da Escola de Música de Brasília, que tem duração de 4 anos. Dos 100 inscritos, apenas 10 mulheres concorreram às vagas.

O seminário, que neste ano contou também com a inscrição de mulheres transexuais, reúne profissionais da área de produção e gestão cultural, engenharia e técnica de áudio, luz, cenografia, fotografia, musicistas, artistas e produção musical.

Oficina de Coaching para Mulheres — Seja a mulher da sua vida

11 de março (sábado)

Das 9 horas às 12h30 e das 14h30 às 18 horas

No Museu Nacional da República

Comentários com Facebook

POST A COMMENT.