Auditoria interna na Petrobras vê cartel e descontrole em refinaria

    0
    271

    Uma auditoria interna realizada pela Petrobras indica que houve descontrole nas obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, investigadas na Operação Lava Jato. A apuração da própria estatal apontou licitações realizadas em cima de projetos precários, concorrências repletas de irregularidades e indícios de formação de cartel. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

    Entre as empreiteiras participantes das licitações consideradas irregulares no relatório estão OAS, Camargo Corrêa, Odebrecht, Queiroz Galvão, Engevix e Iesa.

    Em declaração dada à Folha, o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa disse que o custo inicial das obras da refinaria pernambucana foi calculada numa “conta de padeiro”, sem ter o projeto definido. Por conta das faltas de detalhes do projeto, a obra teria ficado R$ 4 bilhões mais cara.

    A auditoria foi determinada em abril, após o surgimento do escândalo deflagrado pela Polícia Federal e concluída em novembro.

    Saiba mais clicando aqui…

    Fonte: Folha de São Paulo

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here