Câmara comemora oito anos do Hospital da Criança de Brasília

0
16

Os oito anos do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) foram celebrados em solenidade na tarde desta sexta-feira (8) no plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal. “É um reconhecimento aos que salvaram e continuam salvando vidas”, destacou o autor da homenagem, deputado Leandro Grass (Rede). O parlamentar lembrou que, em outubro do ano passado, foi inaugurado o segundo bloco do HCB, ala que permitiu a ampliação de serviços complexos, como a cirurgia de separação de crânio das gêmeas Lis e Mel, em 27 de abril deste ano, caso de repercussão mundial.

“Temos o privilégio de não termos apenas um trabalho, mas uma causa”, afirmou o superintendente executivo do hospital, Renilson Rehem, ao defender o serviço público de qualidade e o Sistema Único de Saúde (SUS).  A responsabilidade do HCB, segundo o diretor, é honrar o legado deixado pela Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace).

Memória e história – A diretora administrativa da Abrace, Lysia Alarcão, rememorou que a entidade, que cuida de crianças com câncer desde 1986 no DF, assumiu o compromisso de levantar recursos para a construção do segundo bloco do HCB. Em contrapartida, o GDF cedeu a área e impôs, como condição, que a unidade pediátrica abarcasse todas as especialidades e não se restringisse ao câncer infanto-juvenil. Alarcão recordou que a Abrace arrecadou cerca de R$ 30 milhões junto à comunidade, construiu a ala e a doou para o poder público. A gestão do hospital é feita, desde 2011, pelo HCB e pelo Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), em parceria com o GDF. Por isso, a diretora considera que “o Hospital da Criança e o Icipe são filhos da Abrace”. Nessa condição, ela disse que a Abrace se orgulha do hospital e do instituto pela “qualidade no atendimento, capacidade técnica e transparência na gestão dos recursos públicos”.

Já a presidente da Organização Mundial da Família, Deisi Kusztra, destacou que ao HCB estão atreladas às “histórias das crianças que sobreviveram”. A diretora técnica do HCB, Isis Magalhães, por sua vez, frisou que o grupo de pais que fundou a Abrace modificou a história da oncologia do DF. Magalhães acrescentou ainda que sustentam o HCB o tripé assistência, ensino e pesquisa. Durante o evento, foram entregues moções de louvor aos protagonistas da história do hospital.

Depoimento – Bastante emocionada, Viviane Maciel Morais, mãe do paciente do HCB, Vitor Maciel, de três anos, agradeceu “à equipe que acolheu o nosso pequeno”. Para ela, o hospital “é um lugar onde se abraça a esperança”. Morais relatou o êxito do tratamento do filho, diagnosticado, em 2017, com leucemia linfoide aguda. “A gratidão é um sentimento maior hoje”, descreveu.

Funcionários do hospital e voluntários da Abrace também participaram da solenidade, em que se apresentou o Coral de Vozes e Violões Santo Afonso, da cidade de São Sebastião.

Franci Moraes
Fotos: Carlos Gandra/CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here