Cidades que cumprirem meta serão premiadas

0
27984

O GDF dará todo o suporte de equipamentos e insumos para que as regiões administrativas busquem, como meta, zerar os buracos nas vias. O anúncio foi feito nesta terça-feira (5) pelo secretário de Governo, José Humberto Pires, durante o lançamento oficial do programa Buraco Zero, por meio do qual será premiada, com até três obras, a cidade que conseguir manter 100% de sua malha viária em condições de uso.

“Todas as cidades estão elaborando um levantamento de suas necessidades; a partir daí, vamos elaborar um plano de ação”, explica Pires. Segundo ele, a ideia surgiu depois de a Administração do Riacho Fundo II anunciar que não havia mais buracos nas vias da cidade. “Vimos na iniciativa deles um desafio para todos nós. Sabemos que, nesse período de chuvas, a manutenção é ainda mais importante.”

Reforço de meta

De acordo com o secretário, o governo está ciente de que cada cidade terá uma meta diferente, até mesmo em função das dimensões e complexidades. “Não podemos exigir de Taguatinga e do Gama, que tem asfalto mais antigo, que os trabalhos sejam tão rápidos como no caso de uma cidade mais nova”, ponderou.

Para reforçar as ações, a Novacap contratou novas empresas. “Fizemos um esforço e saímos de nove para 15 prestadores de serviço”, contabiliza Pires. Além das empreiteiras, as administrações ainda contarão com as sete equipes da Novacap e outras seis do DER-DF. “Todos estarão focados nas demandas que virão da própria administração regional e também da ouvidoria 162”, adianta.

A qualidade nos serviços executados também está sob a mira do secretário de Governo. “Não adianta fazer algo que precisará ser refeito em poucos dias”, adverte. Para garantir que isso não aconteça, Pires anunciou a aquisição de mais 20 rolos compactadores. “Queremos distribuir pelo menos uma máquina dessas por cidade”.

Premiações

Administradora do Riacho Fundo II, primeira cidade a concluir o desafio do Buraco Zero, Ana Maria da Silva já está apurando quais obras a comunidade gostaria de ganhar como premiação. “Precisamos muito da obra na Via N3, conhecida pela população como Via sem Dimensão”, conta. “A situação lá é muito crítica. Vai desafogar o trânsito para nós e também para o Recanto das Emas”.

No período de chuvas, assegura Ana Maria, a administração seguirá atenta aos pedidos da população. “Hoje, não temos nenhuma demanda na ouvidoria, mas, quando a chuva vier forte, estaremos preparados para agir com rapidez”, explica.

A administradora lembra que só foi possível zerar os buracos na cidade graças ao trabalho que tem sido feito nas cidades por meio do programa GDF Presente. “Por diversas vezes, estiveram lá conosco reforçando esses trabalhos. Isso foi essencial para chegarmos a essa vitória”, comemora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here