Conscientização de servidores garante política de sustentabilidade no Judiciário, diz conselheiro

    0
    262

    O conselheiro Paulo Teixeira, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), disse confiar na conscientização de administradores e servidores sobre a importância da Resolução CNJ nº 201 de 3 de março de 2015, que determina a criação, nos órgãos e conselhos do Judiciário, de unidades ou núcleos socioambientais. Com foco na preservação do meio ambiente, a norma tem o objetivo de estimular a reflexão do corpo funcional e estimular mudanças dos padrões de compra, consumo e gestão documental no Judiciário.

    “A expectativa é de que vai haver uma contribuição dos tribunais. Na hora em que nós mostramos, através de dados, que a implantação de políticas de sustentabilidade traz benefícios tanto para o meio ambiente como para economia, no tocante a recursos, fica fácil, na minha concepção, conscientizar o tribunal a implementar essas políticas”, afirmou o conselheiro, em entrevista ao programa Salão Verde, da Rádio Câmara, veiculada no dia 16/3.

     

    Clique aqui e saiba mais…

    Fonte: Agência CNJ de Notícias

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here