Estudo afirma que jogadores têm mais vida social que não-jogadores

    0
    351

    Gamers-GamingUm novo estudo revela que os jogadores de hoje em dia têm uma maior vida social que aqueles que não costumam jogar.

    A plataforma de livestreaming Twitch comissionou um estudo da LifeCourse Associates para determinar estatisticamente a identidade de jogadores através de um inquérito de 1200 participantes.

    O relatório comenta:

    “Em vários casos, ainda temos aquela imagem dos jogadores viciados de olhos vidrados ou robôs isolados. […]
    Deveria ser óbvio que estas caracterizações negativas não são verdadeiras.”

    Para esta pesquisa, é considerado um jogador aquele que jogou um videojogo nos últimos 60 dias. Segundo o estudo, os jogadores são mais sociais que não-jogadores e têmmelhores relações com a sua família.
    O relatório indica que 72% dos jogadores jogam com amigos e que passar tempo com as suas famílias (82% dos jogadores vs. 68% não-jogadores) e pais (67% vs. 44%) são prioridades máximas.
    Adicionalmente, o estudo revela que os jogadores têm maior probabilidade de terem um diploma universitário (43% vs. 36%), são mais optimistas em relação aos seus objectivos profissionais (67% vs. 42%) e têm uma maior chance de terem a carreira que pretendem (45%vs. 37%).
    Por fim, o estudo também mencionou alguns dados demográficos dos jogadores: 52% deles são do sexo masculino e 48% do sexo feminino.
    Este não é o primeiro estudo sobre o assunto: a Jagex, produtora de RuneScape, realizou em Maio um estudo sobre o “perfil típico do jogador de PC” em 1000 jogadores do Reino Unido e concluíram resultados semelhantes em termos de sucesso social e profissional.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here