Na rota do hot-dog

    0
    307

    hot_dog_galeria_a-580x355Salsichas vêm sendo consumidas pelo ser humano há séculos, mas um mistério ainda ronda a origem da ideia de colocá-las dentro de pães para criar um dos mais famosos sanduíches do mundo: o cachorro-quente. Pesquisadores do tema – sim, eles existem – ainda não chegaram a um acordo se o petisco foi inventado na Alemanha, em Chicago ou Nova York, mas o certo é que os imigrantes alemães que desembarcaram nos Estados Unidos foram os responsáveis por popularizar o hot-dog, exportado depois para o resto do mundo junto com o ‘American way of life’.

    Simples e práticos, os cachorros-quentes fazem parte do estilo de vida dos EUA, e diversas cidades do país se orgulham de ter uma receita própria ou molho especial para incrementar o sanduíche, fazendo do petisco uma verdadeira experiência cultural e gastronômica. Confira agora três opções que vão muito além do pão com salsicha para você se deliciar durante sua viagem aos Estados Unidos.

    Ben’s Chili Bowl – Washington, D.C.
    Fundado em 1958, esta lanchonete é uma verdadeira instituição da capital americana e costuma receber políticos e celebridades em busca de um bom hot-dog. Até o presidente Barack Obama deu uma passada para um lanche rápido em 2009. Com uma decoração que pouco mudou desde os anos 1960, o segredo da lanchonete é o seu saboroso – e picante – molho chili, que combina perfeitamente com as salsichas defumadas feitas de carne bovina e suína que são uma tradição de Washington. Não esqueca de pedir uma porção de batatas-fritas com o seu sanduíche. (1213 U St NW, Washington, DC/ benschilibowl.com)

    Gray’s Papaya
    Pode ser estranho para muitos brasileiros, mas comer um hot-dog bebendo suco de mamão papaia é uma tradição em Nova York. A cidade está coalhada de lanchonetes que servem a combinação, mas entre as melhores certamente está o Gray’s Papaya. A lanchonete já serviu de cenário para séries de TV e filmes e tem entre seus fãs gente como o chef-celebridade Anthony Bourdain. O segredo do sucesso são os preços baixos e a qualidade de suas frankfurters, deliciosas salsichas que são grelhadas em uma chapa antes de rechear o pão. Há diversas opções de molhos, mas opte pela tradicional combinação de chucrute e cebolas. Mais nova-iorquino, impossível. (2090 Broadway, Upper West Side)

    Hot Doug’s
    Se os nova-iorquinos se contentam com um hot-dog com recheio de salsichas e chucrute e os moradores de Washington apreciam um chili picante, em Chicago, o hot-dog costuma vir recheado com picles de pepino, cebolas e tomates. Mas a cidade também abriga uma lanchonete que leva o conceito de hot-dog gourmet às alturas. No Hot Doug’s, além do dog tradicional, há variedades sofisticadas, como a que leva salsicha feita de carne de pato e foie gras, outra com trufas e queijo brie e ainda opções de salsichas feitas com carne de caça que variam semanalmente. Às sextas-feiras e sábados, você ainda pode se deliciar com batatas fritas em gordura de pato. Doug, o simpático dono da lanchonete, recebe os clientes pessoalmente na porta. Mas prepare-se: não é raro que longas filas de famintos se formem em horas próximas do almoço. (3324 North California, Chicago, http://www.hotdougs.com)

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here