Promoção turística de Brasília avança com o Plano Criativo

0
65

DIMAS XIMENES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Entrada na Rede de Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), guias práticos para turistas em trânsito, mapa com 58 lugares onde o design se destaca na capital federal e vários encontros nacionais e internacionais.

Entrada na Rede de Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), guias práticos para turistas em trânsito, mapa com 58 lugares onde o design se destaca na capital federal e vários encontros nacionais e internacionais.
Guias práticos para turistas em trânsito e mapa com 58 lugares onde o design se destaca na capital foram alguns dos avanços do Plano de Turismo Criativo do DF. Foto: Jorge Cardoso/Agência Brasília

Esses são alguns resultados do Plano de Turismo Criativo, lançado em 2016, que coloca o Distrito Federal como importante polo nacional e internacional do roteiro cultural, gastronômico, cívico, rural, ecológico, místico, religioso, esportivo, rural e de eventos.

De acordo com a secretária-adjunta de Turismo do DF, Caetana Franarin Alves, a promoção turística (ações de marketing) foi o que mais avançou dentro do proposto no plano.

Caetana destaca a inclusão na Rede de Cidades Criativas, em outubro de 2017, que promove o desenvolvimento urbano sustentável com base no compromisso com a criatividade e a cultura.

“Concorremos com 80 candidaturas e fomos escolhidos para integrar a lista de 180 cidades de 72 países da Unesco na categoria design”. Do Brasil, só havia Curitiba no programa.

O primeiro evento após ingressar na rede foi o Colecionar 2017, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, o maior do gênero no mundo. Durante seis dias, o público pôde apreciar coleções de selos, cédulas e moedas, carros antigos, orquídeas e artesanato.

Em 2018, design brasiliense marcou presença em uma das maiores feiras mundiais do segmento: a Wanted Design, que funciona dentro da Design Week de Nova York. Em maio deste ano, a mostra reuniu grandes profissionais da área e mais de 1,5 milhão de visitantesDoze profissionais de Brasília expuseram trabalhos e promoveram internacionalmente o potencial criativo local.

Em junho, a Secretaria-Adjunta de Turismo, da pasta do Esporte, Turismo e Lazer, representou a cidade no 12º Annual Meeting of the Unesco Creative Cities Network Krakow & Katowice. É o Fórum de Prefeitos, parte do encontro anual da Rede de Cidades Criativas, em Cracóvia, na Polônia.

Participaram do encontro representantes institucionais de destinos criativos para um painel sobre desenvolvimento sustentável e criatividade. Brasília destacou o aspecto arquitetônico da capital, Patrimônio Cultural da Humanidade, de museu a céu aberto.

No mesmo mês, o Seminário de Internacional de Economia Criativa e o 3º Encontro de Turismo Criativo do DFpromoveram intercâmbio de experiências com outros destinos criativos da área. Havia convidados foram de Buenos Aires (Argentina), de Saint-Étienne (França), de Detroit (EUA) e de Curitiba (PR).

Caetana ressalta ainda o lançamento da marca de Brasília, que fortalece a imagem da cidade para o mundo. Escolhida após concurso em 2017, foi batizada de skyline. O design na cor azul mostra em traços simples as principais obras criadas pelo arquiteto Oscar Niemeyer na capital.

Novos mapas e guia para os turistas

Para contextualizar a relação entre capital e design, foi lançado o mapa Brasília Cidade Criativa do Design. São 58 endereços onde o design se destaca, como nas lojas, cafés, galerias, restaurantes, bares e cervejarias. Há ainda 18 atrativos para os fãs da arquitetura modernista.

Os roteiros autoguiados são para imersão turística do visitante em trânsito com conexões superiores a 4 horas. As rotas feitas a pé e de bicicleta, denominadas dewalking tour bike tour, compreendem o trecho da Praça dos Três Poderes à Catedral Militar Rainha da Paz, passando por vários pontos turísticos.

“Ao contrário de outras capitais que vendem esse roteiro, nós o oferecemos gratuitamente”, ressalta a secretaria-adjunta de Turismo.

Tanto o mapa como o roteiro podem ser retirados no Centro de Atendimento ao Turista (CAT), que funciona em três endereços:

  • Aeroporto Internacional de Brasília
  • Casa de Chá na Praça dos Três Poderes
  • Torre de TV Digital (aberta somente aos sábados e domingos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here